Vacina contra Covid-19 em crianças no Brasil: veja o que se sabe

0
55

A imunização de crianças de 5 a 11 anos contra a Covid-19 com a vacina da Pfizer foi aprovada nesta quinta-feira (16) pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Veja, abaixo, o que se sabe sobre o assunto até agora:

  1. Quando vai começar a vacinação das crianças?
  2. As crianças vão receber a mesma dose da vacina que os adultos?
  3. A vacina é segura para crianças?
  4. As crianças poderão receber apenas a vacina da Pfizer?
  5. O que acontece se a criança fizer 12 anos entre a primeira e a segunda dose?

 

1. Quando vai começar a vacinação das crianças?

 

Ainda não se sabe. A determinação do início da campanha cabe ao Ministério da Saúde. As crianças recebem uma dose menor da vacina (veja detalhes na pergunta abaixo), e o Brasil ainda não tem essas doses.

2) As crianças vão receber a mesma dose da vacina que os adultos?

 

Não. A vacina será dada em duas doses, mas a dosagem, a composição e a concentração da vacina pediátrica são diferentes da dos adultos.

frasco da vacina para crianças também terá uma cor diferente daquela aplicada em adultos, para ajudar os profissionais de saúde na hora de aplicar a vacina.

Veja detalhes na tabela ou na imagem mais abaixo:

Vacina da Pfizer para crianças e adultos: diferenças

CARACTERÍSTICAS CRIANÇAS DE 5 A 11 ANOS PESSOAS COM 12 ANOS OU MAIS
Dose 10 µg (microgramas) 30 µg (microgramas)
Volume 0,2 mL 0,3 mL
Concentração do RNAm 0,1mg / mL 0,5 mg / mL
Doses por frasco 10 doses 6 doses
Quantidade de diluente 1,3 mL 1,8 mL
Armazenamento 10 semanas (cerca de 2 meses e meio) em 2ºC a 8ºC 1 mês em 2ºC a 8ºC

3) A vacina é segura para crianças?

 

Sim. Os especialistas ouvidos pela Anvisa e que falaram durante a aprovação da vacina consideraram que os benefícios da vacina superam os riscos.

“A carga da doença [Covid-19] não é desprezível. A mortalidade dessas crianças nessa faixa etária é elevada – superior a qualquer outra vacina do calendário infantil, onde nós não hesitamos em recomendar as vacinas para as crianças dessa faixa etária”, frisou Renato Kfouri, presidente do Departamento de Imunizações da Sociedade Brasileira de Pediatria e diretor da Sociedade Brasileira de Imunizações (SBIm).

“Só a Covid-19, nessa população em especial – crianças e adolescentes – mata mais do que todas as doenças do calendário infantil somadas, juntas, anualmente”, reforçou Kfouri.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here